Substituição: Dominic Thiem troca Bresnik por Massú

Dominic Thiem
Fotografia: FFT

Dominic Thiem, austríaco de 25 anos que atualmente ocupa a quarta posição da hierarquia mundial, tem feito algumas alterações à sua equipa técnica e esta semana anunciou uma maior aposta em Nicolas Massú.

O ex-tenista chileno já tinha acompanhado o austríaco nos Estados Unidos da América, sendo aliás parte importante na conquista do maior título da carreira (o Masters 1000 de Indian Wells, graças a uma vitória sobre Roger Federer na final), e vai passar a ser figura regular na “box” de Dominic Thiem.

A notícia surpreende foi avançada esta quinta-feira e vai para além de uma maior ligação a Nicolas Massú: é que Dominic Thiem pôs a relação com o técnico de longa data, Gunter Bresnik, “em pausa”.

Os dois trabalhavam juntos desde a infância do austríaco (tinha apenas 9 anos de idade quando começou a ser acompanhado pelo treinador em 2002) e pelo que o técnico austríaco adiantou continuarão a ter uma muito boa relação: “Quero o melhor para ele. Se estou com ele, ótimo. Se não, também é ótimo. O Dominic terá 26 anos daqui a uns meses e ainda é visto por muitos como uma criança pequena. O meu objetivo como treinador é que Dominic seja totalmente independente.”

A próxima prova a ser disputada por Dominic Thiem será o Masters 1000 de Monte Carlo. Depois, o austríaco ruma a Barcelona (ATP 500), Madrid e Roma (dois Masters 1000) antes de regressar a Roland Garros, onde há um ano se estreou em finais de torneios do Grand Slam.

Daniel Basto
Fundador do projeto InCourt. Colabora com o Raquetc desde março de 2019.