Dos serviços por baixo ao espetador que acabou expulso, Nick Kyrgios teve uma noite animada

Já se sabe que com Nick Kyrgios todas as noites são imprevisíveis e a deste domingo acabou por se revelar extremamente animada para todos aqueles que assistiram ao encontro do australiano relativo à terceira ronda do ATP Masters 1000 de Miami.

Para o número 33 do mundo, que há cerca de um mês conquistou o ATP 500 de Acapulco com uma semana memorável, a animação começou no preciso momento em que entrou em campo, ao aceitar uma rara — e certamente inesquecível — selfie com um fã num momento de habitual concentração para os jogadores.

Depois chegou a hora do verdadeiro espetáculo. Num duelo em que deu poucas hipóteses ao sérvio Dusan Lajovic (o 44.º classificado da tabela), que superou pelos parciais de 6-3 e 6-1, Nick Kyrgios encantou o público local ao executar um volley sem olhar…

… um tweener de frente para o adversário…

… e, sobretudo, dois serviços por baixo — ganhou o ponto em ambas as ocasiões, na primeira só com a própria pancada.

Ténis à parte, no primeiro set houve ainda tempo para uma troca de argumentos com um espetador que acabou por ser convidado a sair do estádio por dois elementos da equipa de segurança.

Tudo terá começado com o espetador a chamar “idiota” ao australiano durante uma troca de lados, o que levou Kyrgios a questionar a ida do primeiro ao torneio numa noite de domingo “Não tens mais nada para fazer? Onde é que está a tua família?”

A picardia entre os dois prolongou-se e depois de “atirar” uma bola na direção do mesmo espetador. Na conferência de imprensa que se seguiu ao encontro, Nick Kyrgios confessou que se divertiu com a situação. “Sabia que ia fazer com que ele fosse expulso. Adorei, adorei cada segundo do que aconteceu.”

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."