Déjà vu? Depois de Indian Wells, Bianca Andreescu volta a derrotar Camelia Begu na estreia

Quatro dias depois de ter feito história para o ténis canadiano ao sagrar-se campeã do torneio de Indian Wells, Bianca Andreescu regressou esta quinta-feira a um court de ténis. E fê-lo da mesma forma a que habitou os seus seguidores nos últimos tempos: a ganhar, depois de muitos atrasos causados pela chuva.

Quis o sorteio que a jovem canadiana de 18 anos enfrentasse a romena Irina-Camelia Begu no encontro de estreia pela segunda vez consecutiva e tal como no deserto californiano também no paraíso da Flórida o desfecho foi o mesmo.

Desta vez, e apesar da jovem canadiana ter considerado o primeiro encontro entre ambas como o mais difícil da campanha em Indian Wells, houve ainda mais dramatismo à mistura. Porque Andreescu entrou mal no encontro e num piscar de olhos se viu a perder por 6-4 e 5-1, sendo forçada a trabalhos extra que incluíram salvar um match point para construir uma reviravolta que se confirmou ao cabo de 2h35, pelos parciais de 4-6, 7-6(2) e 6-2.

O triunfo assinado esta quinta-feira foi o 29.º de Bianca Andreescu na presente temporada, ela que antes de se sagrar campeã em Indian Wells já tinha sido finalista do WTA de Auckland e vencedora do WTA 125 de Newport Beach, já nos EUA (depois disso chegou ainda às meias-finais do importante torneio de Acapulco).

Na segunda ronda segue-se a tenista da casa Sofia Kenin, que por ser a 32.ª cabeça de série ficou isenta da eliminatória inaugural.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."