Fred Gil salva um match point rumo às primeiras meias-finais do ano em singulares

LOULÉ – Duas horas e trinta e cinco minutos depois, está encontrado o primeiro semifinalista português do ano numa prova internacional a acontecer em solo luso: Fred Gil voltou a derrotar Luís Faria para alcançar as primeiras meias-finais de singulares na temporada de 2019.

À entrada para o encontro desta sexta-feira o frente a frente era claramente favorável ao tenista sintrense (4-0), mas a jornada anterior fazia antever um encontro equilibrado e foi isso que se verificou: foram precisos três sets para se conhecer um vencedor, com o sétimo pré-designado (556.º ATP e 51.º ITF) a conseguir dar a volta ao marcador para vencer o jovem compatriota de 19 anos pelos parciais de 3-6, 6-3 e 7-6(3).

Vindo da melhor vitória da carreira, que lhe permitiu ultrapassar o primeiro cabeça de série para chegar pela terceira vez aos quartos de final de um torneio ITF, Luís Faria viu-se pela frente com o mesmo adversário das duas ocasiões anteriores e desta feita conseguiu discutir o encontro, tendo até disposto de um match point ao 5-4 do último set, mas acabou por não converter o ponto e ver o compatriota consumar a reviravolta com um tie-break irrepreensível.

Com este resultado, Fred Gil soma a terceira vitória consecutiva no Clube de Ténis de Loulé e chega pela primeira vez em 2019 às meias-finais de singulares de um torneio ITF, dias depois de se ter sagrado campeão de pares no torneio de Faro.

O próximo adversário do ex-número 62 do ranking ATP (que nas rondas anteriores tinha deixado pelo caminho Johan Nikles e o também português Pedro Araújo) será o espanhol Alvaro Lopez San Martin, que aos 21 anos é o 595.º classificado na tabela ATP e o 74.º na nova classificação da ITF.

No entanto, antes desse Fred Gil terá outro encontro para disputar, dado que ainda esta quinta-feira joga a primeira ronda de pares ao lado do marroquino Lamine Ouahab — e, em caso de vitória, possivelmente também a segunda.

Fred Gil (7/POR) vs. Luis Faria (WC/POR), quartos de final #LouléOpen:

Publicado por Raquetc em Sexta-feira, 8 de março de 2019

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."