Vídeo: Gastão Elias deu espetáculo em Yokohama com “uma das melhores pancadas da carreira”

Gastão-Elias-2

Uma resposta de esquerda, uma direita cruzada, outra esquerda, um slice de direita em esforço, uma corrida para devolver um amortie e, depois, “uma das melhores pancadas da minha carreira” — como o próprio afirmou.

Assim se fez o ponto do dia no Challenger de Yokohama, assinado por Gastão Elias numa altura em que o marcador já lhe era favorável na segunda partida, em que viria a iniciar a reviravolta que lhe permitiu aceder aos oitavos de final do torneio japonês.

O jogador português de 28 anos fez jus à alcunha de “Mágico” ao reagir da melhor forma possível a um smash à figura do brasileiro Guilherme Clezar e com esta pancada improvisada acabou por ganhar um ponto que certamente lhe ficará na memória. É ver para crer:

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."