Gastão Elias volta a vencer e já está nos oitavos de final em Yokohama

Um dia depois de ter entrado com uma vitória no Challenger de Yokohama, Gastão Elias voltou a vencer para se qualificar para os oitavos de final do quadro principal de singulares do torneio japonês.

A vitória do tenista português de 28 anos fez-se pelos parciais de 0-6, 6-2 e 7-6(4) e aumenta para 10-1 o frente a frente com o brasileiro Guilherme Clezar (237.º), que esta semana tinha a defender o estatuto de 13.º cabeça de série.

Depois de um primeiro set totalmente apagado em que permitiu ao adversário uma entrada de rompante, o número cinco nacional entrou no jogo e foi à luta, igualando facilmente a contenda para construir a vitória num terceiro parcial muito equilibrado.

Gastão Elias até foi o primeiro jogador a ceder o serviço no set decisivo (para o 1-3), mas reagiu imediatamente e recuperou terreno para adiar a decisão da contenda para o tie-break, onde voltou a conseguir estar por cima para aumentar o ascendente frente a Guilherme Clezar e carimbar o acesso aos oitavos de final de um torneio pela terceira vez em 2019 (já o tinha feito em Orlando, onde foi semifinalista, e em Columbus).

O próximo adversário do ex-número 57 do ranking ATP é Andrew Harris, australiano que figura na 329.ª posição da tabela e que esta terça-feira deixou pelo caminho o japonês Hiroki Moriya (quarto cabeça de série) pelos parciais de 6-3 e 6-3.

Horas antes, Gonçalo Oliveira foi afastado na estreia da variante de singulares, pelo que se foca agora na variante de pares — onde há uma semana conquistou o quarto título da carreira em torneios desta categoria.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."