Garbiñe Muguruza pede ajuda para a “sua” Venezuela

Garbiñe Muguruza nasceu em Caracas no dia 8 de outubro de 1993 e foi lá que se preparou para ser número um mundial. Quando ainda era jovem, mudou-se para Barcelona com a sua família e hoje é uma das caras mais populares do desporto hispano-venezuelano.

Desde cedo e por ter dupla nacionalidade, a jogadora de 25 anos mostrou preocupação pelas dificuldades passadas no seu país natal, em especial a sua família.

“Metade da minha família está na Venezuela. O povo que lá vive está mal e tem muitos problemas para comer, conseguir medicamentos, viver ou de segurança. O povo sofre muito, no entanto é um país rico, com muito petróleo, como tal não deveria estar assim. A mim dói-me muito, ainda por cima não vejo possibilidade de melhorar”, comentou a espanhola em dezembro de 2018 quando foi entrevistada pelo jornal El Pais.

Devido ao momento sensível e complicado que a Venezuela vive neste momento, Muguruza não deixou passar em claro os seus sentimentos e passou uma mensagem de apoio ao povo local. As palavras da tenista profissional vêm acompanhadas de um cartaz de apoio à Venezuela (SOS Venezuela) e têm como pano de fundo a sede da Organização das Naçõess Unidas (ONU).

Diogo Leite
Licenciado em Gestão e com o Mestrado em Finanças concluído. É um apaixonado por ténis e padel. Adora conhecer tudo e todos dentro da modalidade, bem como estar a par das recentes notícias.