Gonçalo Oliveira na final de pares do Challenger de Banguecoque

Gonçalo Oliveira B

Eliminado na segunda eliminatória da vertente de singulares, cedo Gonçalo Oliveira focou as suas atenções na variante de pares do Challenger de Banguecoque. Esta sexta-feira o portuense garantiu o passaporte para a final.

Naquela que já é uma especialidade para o tenista portuense, Gonçalo Oliveira somou o terceiro triunfo ao lado do chinês Zhe Li. Depois de afastarem Khabibulin & Yhan na ronda um e Alcantara & Saraiva nos quartos de final sempre em dois sets, a dupla luso-chinesa manteve o registo e derrotou os australianos Reid & Purcell por 7-6(2) e 6-4.

Na final final e em busca do primeiro título da temporada — chegou à final no Challenger de Orlando — os terceiros cabeças de série da prova aguardam pelo desenlace da outra meia-final que irá opor os primeiros cabeças de série Gong & Zhang a Lopez Perez & Moriya para conhecerem os seus oponentes.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.