João Sousa afasta finalista de 2016 e segue para a 2.ª ronda do Rio Open

João Sousa Ch

Quarto torneio da temporada para João Sousa, quarto torneio com entrada positiva. O tenista natural de Guimarães somou esta terça-feira a quinta vitória da temporada ao carimbar o passaporte para a segunda ronda do Rio Open, torneios de categoria ATP 500 disputado no Rio de Janeiro.

Quinto cabeça de série da prova, estatuto que também ocupou em Buenos Aires na semana passada, o tenista luso voltou a não ter um adversário de primeira ronda nada fácil. Se na capital argentina enfrentou logo no primeiro jogo um tenista que vinha de um título, na presente foi Guido Pella quem se cruzou com o vimaranense.

Habituado a fazer bons resultados na época de terra batida sul americana, o tenista argentino chegou ao Rio com sete vitórias nos últimos dois torneios (final em Córdoba e meia-final). Finalista em 2016, o número 46 mundial acabou por não dar seguimento a esses resultados e foi afastado pelo minhoto pelos parciais de 6-4, 3-6 e 6-4.

Naquele que foi o segundo encontro entre ambos na presente temporada — João Sousa impôs-se em Melbourne em 5 sets –, foi o mais cotado dos tenistas a entrar mais forte, sendo bastante agressivo e controlando a maior parte do primeiro set. No segundo parcial houve a reação de Guido Pella, que ao aproveitar uma má entrada de João Sousa aproveitou para ganhar vantagem logo a partir daí, não mais a largando.

Por fim, no terceiro e decisivo parcial, o equilíbrio fez-se notar na parte inicial, com os jogadores a repartirem os oito primeiro jogos, altura em que Sousa quebrou o serviço do argentino e serviu de seguida com sucesso para a vitória.

Arrebatada a 5.ª vitória da temporada, o número 40 mundial marca encontro com Casper Ruud, número 135 do mundo.

Recorde-se que também Pedro Sousa vai entrar em court esta terça-feira, tendo pela frente Thiago Monteiro num encontro que deverá arrancar por volta das 20h30.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.