Simona Halep ou Elise Mertens. Uma delas vai sair de Doha com o primeiro título do ano

A número 3 ou a número 31, Simona Halep ou Elise Mertens. Das duas, uma: a final do Premier WTA de Doha joga-se este sábado e a vencedora sairá da capital do Qatar com o primeiro troféu da temporada de 2018.

As meias-finais, essas, dificilmente poderiam ter sido mais animadas.

Tudo começou com o duelo mais aguardado do dia, aquele que colocou frente a frente a ex-número 1 mundial e detentora de um título do Grand Slam, Simona Halep, à ainda perseguidora desses objetivos, Elina Svitolina.

Não há dúvidas de que ambas são consideradas das melhores jogadoras do circuito e durante mais de duas horas o que se viu foi mesmo isso: um mede forças entre duas das melhores, com a romena a operar uma recuperação notável (esteve a perder por 4-1 no último set e só por um ponto a diferença não aumentou para 5-1…) para travar uma exibição inspirada da ucraniana, que parecia bem encaminhada para a decisão.

Os parciais de 6-3, 3-6 e 6-4 foram assinados por Simona Halep ao cabo de 2h07 e ao dela seguiu-se um outro triunfo em três parciais: Elise Mertens teve de trabalhar e muito para surpreender a terceira cabeça de série Angelique Kerber num “duelo montanha russa” que se concluiu de forma significativamente mais rápida: 6-4, 2-6 e 6-1 depois de 1h46.

Para a final de sábado é Simona Halep quem parte com o ascendente do seu lado. A romena não só venceu os dois encontros disputados frente a Elise Mertens como tem muito mais experiência do seu lado, estando à procura do 19.º título da carreira enquanto a belga tenta conquistar o quinto.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."