Gastão Elias e Gonçalo Oliveira despedem-se da prova de singulares ao 1.º encontro

Dia negativo para as cores de Portugal presentes no quadro principal de singulares do Challenger de Banguecoque, com Gastão Elias (240.º) e Gonçalo Oliveira (290.º) despedirem-se da prova tailandesa com desaires logo na ronda inaugural.

Ambos escalonados para atuarem no court 4 esta segunda-feira, foi Gastão Elias a entrar primeiro em campo para defrontar um dos jogadores que o acompanhou na pré-temporada, o norte-americano JC Aragone (266.º). O jogador luso não conseguiu ter armas suficientes para seguir em frente, e, ao fim de apenas 1h17 foi derrotado pelos parciais de 6-4 e 6-2.

Encerrada a campanha do número 4 português, foi a vez do portuense saltar para o court. Oliveira tinha pela frente um embate ibérico contra Enrique Lopez Perez (243.º), mas tal como Elias foi incapaz de sair vitorioso, sendo derrotado por 6-4 e 6-4 quando estavam decorridas 1h19 de encontro.

Concluída a prestação em singulares, ambos os tenistas irão manter-se pela cidade tailandesa (Oliveira ainda joga na variante de pares), que na próxima semana volta a acolher uma prova desta categoria.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.