Francisca Jorge vence batalha e empurra decisão da manutenção para o par

Francisca Jorge Raquetc
Fotografia: Fernando Correia/FPT

Tudo empatado e decisão segue para o par. Portugal continua vivo na luta pela manutenção no Grupo II da Zona Europa/África da Fed Cup depois de Francisca Jorge (648.ª) dar o primeiro ponto à equipa portuguesa frente à Bósnia e Herzegovina, empurrando assim a decisão do Play-off para o terceiro e decisivo encontro da eliminatória.

Sem qualquer margem de erro para o seu quarto encontro de singulares no Luxemburgo, depois de Ana Filipa Santos ter saído derrotada no primeiro embate da jornada, a vimaranense só tinha um resultado possível: a vitória.

E se era a vitória que Portugal precisava, foi com uma vitória que a jovem de 18 anos contribuiu para o conjunto liderado por Neuza Silva, ao bater Anita Husaric (766.ª WTA) por 3-6, 6-4 e 6-2, somando assim o terceiro sucesso individual da semana em quatro encontros disputados.

Falando do encontro, pode-se dizer que foi preciso esperar quase um set e meio para a portuguesa conseguir discutir a partida. Com um início menos conseguido, a tenista do CAR operou uma excelente recuperação a meio do segundo parcial. Depois de perder o primeiro set, Francisca Jorge chegou a estar perder por 3-1 na segunda partida, elevando a partir daí os níveis exibicionais que lhe permitiram sorrir no match point final.

Adiado tudo para o par, resta agora apenas esse encontro à comitiva portuguesa presente em Esch-sur-Alzette. Francisca Jorge vai juntar-se a Ana Filipa Santos, tendo pela frente a dupla constituída por esta mesmo Anita Hurasic e Jelena Simic. As contas são simples: quem vencer mantém-se, quem perder desce ao Grupo III.

Francisco Semedo
Licenciado em Turismo e a tirar Mestrado em Ciências da Comunicação, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.