Estugarda diz que “Zverev pediu um cachê injustificável” e a prioridade é… Federer

Roger Federer
Fotografia: Mercedes Cup

Para Edwin Weindorfer o cenário não poderia ser mais simples: Alexander Zverev pediu uma quantia demasiado elevada para jogar e Roger Federer é a grande prioridade.

As declarações do diretor do ATP 250 de Estugarda foram feitas numa entrevista ao Stuttgarter Zeitung: “O dinheiro que o Alexander pediu não se justifica. Temos um orçamento de oito milhões de euros e apenas dois são para contratar jogadores. Se o Roger vier, esses dois milhões ficam esgotados. Só conseguimos trazer o Alexander se o Roger não quiser vir e nós queremos que ele venha.”

O responsável pelo torneio disputado na relva adiantou ainda que as negociações com o tenista suíço (campeão em título) “têm sido intensas e estão avançadas”, mas a resposta final só será dada “depois do torneio de Miami”.

O torneio germânico joga-se desde o ano de 1916 e em 2015 mudou a sua superfície de terra batida para relva. Desde aí, Alexander Zverev participou apenas por uma vez na prova (logo na primeira ocasião, caindo na segunda ronda), enquanto Roger Federer marcou presença nas últimas três edições — meias-finais em 2016, segunda ronda em 2017 e título em 2018.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."