Vera Zvonareva está a fazer em São Petersburgo o que não fazia desde 2011

A russa Vera Zvonareva está a viver em São Petersburgo uma semana de sonho. Depois de na época passada se ter sagrado campeã de pares do torneio russo ao lado de Timea Bacsinszky, a antiga número dois mundial está agora nas meias-finais de singulares.

A presença no top-4 da prova é um feito especial para a veterana de 34 anos por várias razões: primeiro porque é a primeira vez desde 2011 que Zvonareva consegue chegar às meias-finais de um torneio acima da categoria International. Segundo porque, para chegar a esta fase, a tenista da casa deixou pelo caminho Ekaterina Makarova, Julia Goerges e, mais recentemente, Daria Kasatkina. Ou seja, bateu três tenistas que já estiveram no top-10 mundial e duas delas encontram-se ainda entre as 20 melhores do mundo.

O conto de fadas prossegue agora com a meia-final frente a Donna Vekic, que surpreendeu a atual campeã em título Petra Kvitova.

Avatar
Adepto do desporto em geral mas com especial carinho pela "bolinha saltitona". O bichinho surgiu ainda Rafael Nadal não tinha mangas e não mais saiu. Chegada a oportunidade de me juntar ao Raquetc, juntamente com a minha ambição de ser jornalista, foi fácil aceitar juntar-me à equipa.