João Sousa é o único jogador do mundo no top 40 mundial de singulares e pares

Segunda-feira, dia de atualização do ranking, dia histórico para João Sousa e o ténis português. Depois de um Australian Open inesquecível, o vimaranense tornou-se esta segunda-feira no único jogador do mundo a figurar no top 40 mundial de singulares e pares do ranking ATP.

A chegada à terceira ronda de singulares do Australian Open permitiu ao melhor tenista português de todos os tempos ascender à 39.ª posição, sendo esta a primeira vez desde maio de 2017 que o pupilo de Frederico Marques está entre os 40 primeiros (ele que em maio de 2016 chegou a ocupar o 28.º posto, a melhor classificação de sempre de um português).

Mas é em pares que João Sousa mais se destaca esta semana: as meias-finais ao lado de Leonardo Mayer valeram ao vimaranense de 29 anos a ascensão ao top 40 mundial pela primeira vez, mais precisamente ao 32.º posto — a melhor classificação de sempre de um representante nacional nesta variante.

Os dois estão, ainda, no terceiro lugar da Race to London em igualdade pontual com os norte-americanos Ryan Harrison e Sam Querrey.

Se no circuito masculino o feito alcançado esta segunda-feira por João Sousa é único, no feminino há quem também consiga estar no top 40 mundial das duas variantes. É por exemplo o caso de Ashleigh Barty, a número um australiana que é a 6.ª melhor tenista do ranking em pares e a 14.ª em singulares.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."