Naomi Osaka junta-se ao rol de favoritas apuradas para a segunda ronda em Melbourne

Fotografia: Australian Open

Acabou por ser um dia feliz para as principais favoritas: depois dos triunfos de Serena Williams, Venus Williams e Simona Halep, Naomi Osaka também fez questão de “não deixar créditos por mãos alheias” e assegurou igualmente a passagem à segunda eliminatória do Australian Open 2019.

Oitavo-finalista na edição do ano passado, onde se deu a conhecer ao mundo por ter atingido aquele que foi, na altura, o seu melhor resultado na sua curta carreira em Grand Slams, a campeã do último US Open realizou um encontro seguro e consistente para primeira ronda e não precisou de suar muito para levar a melhor sobre a polaca Magda Linette (80.ª WTA) com os parciais de 6-4 e 6-2 ao cabo de pouco menos de uma hora.

Sempre tranquila e “no seu mundo”, a estrela japonesa exibiu-se de forma q.b. ao longo de praticamente todo o embate e não permitiu que Linette se pudesse sequer aproximar do break ou almejar tão pouco qualquer tentativa. Deste modo, foi sem grandes surpresas que, obtida uma quebra de serviço em cada set (no segundo, até conseguiu duas), a número quatro do ranking não mais olhou para trás a partir de então rumo a um bom triunfo.

Na busca por um lugar na terceira etapa em Melbourne, Osaka já sabe que irá encarar a eslovena Tamara Zidansek, 78.º colocada da hierarquia mundial e responsável pelo afastamento da número dois australiana Daria Gavrilova, 41.ª do ranking WTA e oitavo-finalista nas últimas duas edições do ‘Happy Slam’, por parciais de 7-5 e 6-3.

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.