Dois anos, dois títulos em Auckland para Julia Goerges — a única capaz de travar a grande sensação

Julia Goerges
Fotografia: ASB Classic

Pelo segundo ano consecutivo, Julia Goerges (14.ª WTA) é a campeã do ASB Classic. A tenista alemã deu a volta a uma final emocionante para travar a grande sensação da semana, a canadiana Bianca Andreescu.

Aos 30 anos, a experiente tenista alemã partia avisada para a final — afinal, do outro lado estaria uma jogadora que apesar da pouca experiência no circuito WTA (este foi apenas o seu quarto quadro principal) já tinha sete vitórias nas pernas, inclusive contra as ex-líderes do ranking Caroline Wozniacki e Venus Williams.

Não foi, por isso, surpreendente ver a jovem canadiana de 18 anos — número 152 do ranking mundial — entrar bem no encontro e adiantar-se mesmo no marcador. Só que depois de perder o parcial inaugural a germânica “acordou” para a final e começou a elevar o seu nível de jogo, consumando a reviravolta ao fim de 105 minutos de jogo graças aos parciais de 2-6, 7-5 e 6-1.

Com este triunfo, Julia Goerges chega aos sete títulos de carreira no circuito profissional e torna-se na segunda jogadora da história a revalidar o título em Auckland, depois de Patty Fendick (em 1988 e 1989) e Eleni Daniilidou (2003 e 2004).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."