Gonçalo Oliveira falha ‘dobradinha’ em Doha

Depois de ontem se ter sagrado campeão de pares ao lado de Bernardo Saraiva e de na semana passada ter conquistado o título individual, Gonçalo Oliveira não conseguiu este sábado erguer o seu terceiro título nas duas últimas semanas no Future de 15.000 dólares de Doha.

Segundo pré-designado, o canhoto natural do Porto, de 23 anos e esta semana posicionado no 303.º lugar da hierarquia individual, não conseguiu confirmar o teórico favoritismo sobre o francês Tak Khunn Wang, sexto cabeça de série e número 361 mundial, e cedeu assim pelos parciais de 6-3 e 6-3.

Apesar de falhada a ‘dobradinha’ esta semana e a conquista do seu segundo título de singulares consecutivo (bem como uma série de nove triunfos seguidos), o filho e pupilo de Abílio Oliveira parte com mais um saldo muito positivo para a sua terceira e última semana em solo qatari.

Avatar
Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.