Sébastien Grosjean deverá ser o novo capitão da França na Taça Davis

Sebastien Grosjean
Fotografia: P. Lahalle/L'Équipe

Depois do passo atrás dado por Amélie Mauresmo, a Federação Francesa de Ténis viu-se forçada a retomar as buscas por um capitão para a equipa da Taça Davis. E não terá demorado muito a encontrar um substituto: segundo o jornal L’Équipe, Sébastien Grosjean foi o escolhido.

A publicação francesa avança que o anúncio estará prestes a ser feito. A confirmar-se, será uma estreia absoluta para o ex-número 4 ATP e treinador de Richard Gasquet e Nick Kyrgios, que tem a seu favor uma característica que agrada muito aos responsáveis franceses e à tradição do país: tal como Yannick Noah, sabe o que é vencer uma Taça Davis como jogador (fez parte da equipa que conquistou o título em 2001).

Aos 40 anos, o ex-semifinalista do Australian Open, Roland Garros e Wimbledon e ainda finalista do ATP Finals tem ainda a vantagem de não pertencer ao grupo dos mais críticos em relação ao formato da competição. Quando as alterações foram consumadas, Grosjean mostrou-se cauteloso: “Vamos ver como vai ser. Temos de as encarar como um novo capítulo na competição.”

A confirmar-se, será Sébastien Grosjean o responsável por comandar o conjunto gaulês entre os dias 18 e 24 de novembro de 2019, quando a França se estrear nas Davis Cup Finals, em Madrid.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."