Kobe: Gonçalo Oliveira salva championsip point rumo ao terceiro título Challenger do ano

Gonçalo Oliveira

Gonçalo Oliveira conquistou na madrugada deste domingo o terceiro título de pares do ano e da carreira em torneios de categoria Challenger, ao salvar um championsip point para prevalecer na grande final do torneio de 50.000 dólares de Kobe, no Japão. Como diz o ditado, não há duas sem três.

Segundo candidato ao título desta vertente ao lado do australiano Akira Santillan, o número dois português do ranking de pares (é o 119.º) entrou mal no derradeiro encontro frente ao chinês Zhe Li e o japonês Go Soeda mas recuperou a tempo de forçar um match tiebreak onde, após desperdiçado o primeiro championship point, teve ainda de salvar um dos seus adversários para depois prevalecer pelos equilibrados parciais de 2-6, 6-4 e 12-10.

Desta forma, Oliveira abandona solo nipónico com o terceiro título Challenger da carreira na bagagem. Os dois primeiros também foram conquistados este ano e não há muito tempo: a primeira vitória aconteceu em Ostrava, na semana do Millennium Estoril Open, e a segunda logo no mês seguinte, em Shymkent.

No cômputo geral, este é o 25.º título conquistado pelo portuense de apenas 23 anos, que arrecada 80 pontos para a hierarquia de pares e 1.550 dólares, na variante de pares (aos quais junta seis Futures em singulares), onde cada vez mais se afirma como um especialista.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.