Frederico Silva travado nos quartos de final em Bangalore

Frederico Silva +

Chegou ao fim a campanha de Frederico Silva no Challenger de 150.000 dólares de Bangalore, na Índia, onde o tenista caldense igualou o melhor resultado em eventos da categoria e procurava o melhor da carreira em todo o circuito (em 2016 atingiu as meias-finais num evento tailandês).

Atualmente no 292.º posto mas já com a certeza de subir ao 267.º lugar, que lhe permite aproximar-se da sua melhor classificação de sempre (231.ª posição), o jogador das Caldas da Rainha não resistiu ao cazaque Aleksandr Nedovyesov (211.º), que venceu pelos parciais de 6-4 e 6-2.

Ainda assim, Frederico Silva tem razões para sair de Bangalore satisfeito: esta foi a segunda vez que o pupilo de Pedro Felner alcançou os quartos de final de um torneio de 150.000 dólares (a primeira aconteceu em setembro, depois de uma caminhada bem mais longa em Kaohsiung atendendo à necessidade de passar pela qualificação).

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."