Francisca Jorge e Matilde Jorge são as novas campeãs nacionais absolutas de pares

Francisca-Jorge-e-Matilde-Jorge
Fotografia: Cirilo Vale

Dia inesquecível para Francisca Jorge e Matilde Jorge. A jogarem lado a lado pela primeira vez no Campeonato Nacional Absoluto/Taça Guilherme Pinto Basto, as duas irmãs sagraram-se esta sexta-feira campeãs de pares femininos sem cederem um único set.

Apesar de não serem uma das duplas cabeças de série, as jovens vimaranenses eram tidas como uma das principais candidatas ao título pela qualidade que já as caracteriza e levaram até ao fim o percurso no Clube de Ténis do Porto, graças à vitória por 6-1 e 7-5 frente a Maria Inês Fonte e Inês Teixeira na final desta sexta-feira.

Para chegarem à final, Francisca Jorge (18 anos, que há um ano já tinha ganho a prova ao lado de uma das adversárias de hoje, Maria Inês Fonte) e Matilde Jorge (14) já tinham derrotado Ana Sofia Brandão e Flávia Macedo (6-1 e 6-0) e Lúcia Quitério e Camila Garcia (por 6-4 e 6-3).

Com esta vitória, as duas jogadoras do Clube de Ténis de Guimarães conquistam o segundo título de campeãs nacionais no espaço de dois meses e uma semana: a 1 de setembro, no Lousada Ténis Atlântico, já tinham vencido no campeonato nacional de juniores.

E as tarefas das duas não se ficam por aqui: enquanto a mais velha das irmãs regressa ao court no sábado para tentar defender o título de singulares, a mais nova joga ainda esta sexta-feira pelo título de pares mistos, variante onde forma uma dupla improvável com José Ricardo Nunes, campeão nacional de juniores no ano em que Matilde Jorge nasceu.

Francisca Jorge/Matilde Jorge vs. Maria Inês Fonte/Inês Teixeira, FINAL de pares femininos do Campeonato Nacional Absoluto:

Publicado por Raquetc em Sexta-feira, 9 de Novembro de 2018

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."