“Engenheira” Inês Teixeira e estreante Matilde Jorge chegam ao quadro principal do Campeonato Nacional

Inês-Teixeira
Fotografia: Cirilo Vale

PORTO – De quatro jogadoras se faz a lista de vencedoras na fase de qualificação do Campeonato Nacional Absoluto/Taça Guilherme Pinto Basto, que em 2018 se joga no Clube de Ténis do Porto. Entre elas, três teenagers e uma licenciada.

Logo a abrir o dia, a estreante Matilde Jorge selou o apuramento para o quadro principal do torneio graças a uma vitória clara sobre Rita Silva, pelos parciais de 6-2 e 6-1. Aos 14 anos, a vimaranense — irmã de Francisca Jorge — está a jogar pela primeira vez o torneio e já sabe que vai ter um desafio duro na primeira eliminatória da grelha mais importante: defronta Lúcia Quitério, jogadora do Centro de Alto Rendimento.

A ela juntaram-se, depois, as também adolescentes Camila Garcia (17 anos) e Rita Moreira Silva (18). A primeira venceu Madalena Tanqueiro por 6-1 e 6-1 e a segunda derrotou Marta Simões, com 6-4 e 6-1.

A completar o grupo de qualifiers está a “engenheira” Inês Teixeira. A tenista do Clube de Ténis do Paço do Lumiar — que tem 22 anos e está a tirar o mestrado integrado em Engenharia e Gestão Industrial na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, na Caparica — selou o apuramento com um triunfo por esclarecedores 6-0 e 6-1 frente à portuense Bárbara Balancho.

Sorteio dos qualifiers no quadro principal:

  • [WC] Lúcia Quitério vs. [Q] Matilde Jorge
  • [3] Cláudia Cianci vs. [Q] Rita Moreira Silva
  • Ana Sofia Brandão vs. [Q] Inês Teixeira
  • Mariana Campino vs. [Q] Camila Garcia

Quadro principal de singulares atualizado:

CN2018_QPF
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."