Djokovic iguala Federer e Connors em épocas como número 1 e já só tem um jogador à sua frente

Novak Djokovic
Fotografia: Rolex Paris Masters

Horas depois de regressar ao primeiro lugar do ranking ATP pela primeira vez em mais de dois anos, Novak Djokovic recebeu outra boa notícia: independentemente do que aconteça no Nitto ATP Finals, vai terminar a época como número 1 mundial.

A confirmação chegou com a desistência de Rafael Nadal do “Masters” de Londres. Lesionado no abdominal, o tenista espanhol vai recuperar e aproveitar a pausa para fazer uma operação ao tornozelo, deixando assim caminho aberto para o rival sérvio.

Assim, 2018 será a quinta época que Novak Djokovic termina como líder do ranking mundial (já o tinha feito em 2011, 2012, 2014 e 2015), igualando os registos de Roger Federer (2004, 2005, 2006, 2007 e 2009) e Jimmy Connors (1974, 1975, 1976, 1977 e 1978).

À frente do atual campeão de Wimbledon e do US Open passa a estar apenas um jogador: o norte-americano Pete Sampras, que terminou como número 1 do mundo em seis ocasiões (1993, 1994, 1995, 1996, 1997 e 1998).

Logo atrás do sérvio, do suíço e do norte-americano, com quatro épocas terminadas no topo da tabela, estão Rafael Nadal, John McEnroe e Ivan Lendl.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."