Paquito Navarro: “Estavam à espera para nos criticar”

Depois da incontestável vitória em Bilbao ao lado de Pablo Lima, Paquito Navarro analisou alguns dos temas do momento para o programa Esto es Pádel da Capital Radio.

“Sinto-me muito feliz por ter recuperado tão rápido [do acidente em Lisboa]. Tenho a sorte de ter uma equipa de médicos que me trataram da melhor forma”, confessou Paquito sobre as três semanas de recuperação desde o acidente no Oeiras Valley Portugal Masters e que o levou a falhar o Granada Open.

Em relação à alegria vísivel na cara do espanhol e do brasileiro em Bilbao, Paquito considera normal visto os acontecimentos recentes. “À medida que vencemos os primeiros jogos ficámos cada vez mais felizes. Este ano podia ter conseguido um ou outro resultado melhor mas não estava a conseguir”.

“Os ingredientes juntaram-se todos da melhor forma. Eu vinha de falhar o torneio de Granada e tinha ao meu lado o Pablo Lima, que tem o ADN de número um. Tudo o que não fosse ganhar o torneio iríamos ser criticados. Estavam mesmo à espera que tal acontecesse“, analisou Paquito Navarro sobre a vitória ao lado do brasileiro.

Sobre a parceria com Juan Martín Díaz, o espanhol sabia que “era uma aposta arriscada, mas se [Juan Martín] recuperasse da lesão sabia que iríamos ser uma grande dupla”. Paquito confessou ainda que “aprendi muito ao lado do melhor jogador de todos os tempos”.

“Não fui eu, quem deixou a dupla foi o Sanyo”, concluiu o jogador espanhol sobre o fim da parceria com Sanyo Gutiérrez no final de 2017. “Um ano depois, ele mostrou com justiça que é o atual número um ao lado do Maxi Sánchez. Por mim teria continuado ao lado dele porque os nossos resultados foram brutais.”

Diogo Leite
Licenciado em Gestão e com o Mestrado em Finanças concluído. É um apaixonado por ténis e padel. Adora conhecer tudo e todos dentro da modalidade, bem como estar a par das recentes notícias.