João Monteiro volta a derrotar Fred Gil e conquista o terceiro Future consecutivo

João-Monteiro-vitória
São já 15 os triunfos consecutivos de João Monteiro em encontros de singulares.

Campeão em Idanha-a-Nova.
Campeão em São Brás de Alportel.
Campeão em Tavira.

As últimas três semanas não podiam ter corrido melhor a João Monteiro (368.º ATP), que este domingo derrotou Fred Gil (360.º) para se sagrar campeão do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open e conquistar o terceiro título consecutivo em torneios Future — este dotado de 25.000 dólares em prémios monetários.

A final deste domingo foi uma reedição de outras três disputadas nas últimas seis semanas. E se em Palmela e no primeiro de dois torneios em Idanha-a-Nova foi Gil quem levou a melhor, desta feita — e à semelhança de São Brás de Alportel — Monteiro ergueu o mais desejado dos troféus. Tudo graças à vitória pelos parciais de 6-3 e 7-6(5).

Tudo aconteceu uma hora depois do tenista portuense ter confirmado a presença na final graças à vitória dividida em dois atos frente ao também português Tiago Cação. Na lateral, o cenário perfeito: bancadas totalmente preenchidas para aquele que foi o ponto final perfeito para a edição inaugural do primeiro torneio internacional de ténis a acontecer no concelho de Tavira.

Foi, por isso, perante casa cheia que Monteiro e Gil duelaram pela sétima vez nas carreiras (e quarta este ano). E se o primeiro set se decidiu com um único break, no segundo a história foi maior: Monteiro voltou a quebrar primeiro, mas o sintrense de 33 anos devolveu imediatamente a quebra e ameaçou um terceiro parcial ao dispor de dois set points a 4-5. Mas o portuense não desistiu e conseguiu anular a diferença, selando o triunfo minutos mais tarde, já no tiebreak.

Somada que está mais uma vitória, João Monteiro já leva 15 encontros consecutivos de singulares a ganhar, que se traduzem em três títulos conquistados em 2018 e 10 desde que acabou os estudos nos Estados Unidos da América e começou a apostar no circuito a tempo inteiro (sensivelmente na segunda metade do ano de 2016).

A próxima paragem de ambos será o Clube de Ténis do Porto, que entre os dias 4 e 10 de novembro recebe a edição de 2018 do Campeonato Nacional Absoluto (dotado de 20.000 euros em prémios).

[2] Fred Gil (POR) vs. [4] João Monteiro (POR), final do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open:

Publicado por Raquetc em Domingo, 28 de Outubro de 2018

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."