Fred Gil volta a vencer e garante pelo menos um português nas “meias” em Tavira

TAVIRA – Depois de Tiago CaçãoLuís Faria, está confirmado mais um quartofinalista português no quadro principal de singulares do HPZ Ricoh Tavira Tennis OpenFred Gil, o segundo favorito, voltou a vencer e agora vai reeditar um dos encontros da última semana.

Depois de uma estreia complicada, em que se viu forçado a disputar o tie-break do terceiro parcial para seguir em frente, o sintrense de 33 anos entrou no encontro de forma arrasadora, mas não conseguiu manter sempre o ascendente e acabou por precisar de uma terceira partida para vencer o qualifier irlandês Simon Carr (número 1081 do mundo) pelos parciais de 6-1, 4-6 e 6-4.

Já com duas vitórias de singulares no Clube de Ténis de Tavira, Gil vai reencontrar o compatriota Luís Faria nos quartos de final. Há uma semana, na mesma ronda mas no Future de São Brás de Alportel, o mais experiente dos dois levou a melhor pelos parciais de 6-4 e 6-1.

Mas antes, o atual número 360 do mundo vai lutar pelo apuramento para mais uma final de pares: ao lado do brasileiro Diego Matos — com quem conquistou o título há cinco dias –, tem pela frente na tarde desta quinta-feira o suíço Luca Castelnuovo e o britânico Luke Johnson.

Fred Gil (2/POR) vs. Simon Carr (Q/IRL), 2.ª ronda do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open:

Publicado por Raquetc em Quinta-feira, 25 de Outubro de 2018

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."