WTA Finals: Wozniacki soma primeiro triunfo em nova jornada vitoriosa para Svitolina

Fotografia: WTA

Esta terça-feira marcou a segunda jornada do Grupo Branco do WTA Finals 2018 e, contrariamente ao que poderia ter acontecido, ainda não há nada decidido quanto às jogadoras que irão progredir para as meias-finais da prova que se disputa pelo último ano em Singapura.

As primeiras a entrar em campo foram Caroline Wozniacki e Petra Kvitova, as tenistas que haviam sido derrotadas no dia inaugural. Conscientes da importância do encontro, dado que podia ser o fim da linha para quem perdesse, ambas as protagonistas deram tudo o que tinham até não poderem mais e acabou por ser a campeã do Australian Open a prevalecer, por 7-5, 3-6 e 6-2, sobra a antiga bicampeã de Wimbledon.

Tal como os duelos da jornada de ontem, segunda-feira, o embate entre a dinamarquesa e a checa teve duas partes distintas: uma primeira em que os parciais foram muito equilibrados e repartidos por cada uma mas com bastante imprevisibilidade pelo meio e uma segunda em que Wozniacki, depois de ceder a segunda partida, mudou o chip e passou a dominar praticamente todas as trocas de bola de fundo do campo ante uma Kvitova algo debilitada fisicamente depois do esforço efetuado no set anterior rumo ao primeiro triunfo na competição.

A este confronto seguiu-se o encontro entre as vencedoras do primeiro dia, Elina Svitolina e Karolina Pliskova, sabendo-se desde já que uma das atletas deixaria de ficar invicta após o desfecho do jogo. Num embate atípico pelo facto dos três parciais terem sido completamente controlados por quem estava na frente do marcador, a ucraniana voltou a bater uma opositora checa, por 6-3, 2-6 e 6-2, depois da meia-noite local para liderar de forma isolada o Grupo Branco.

Como mencionado acima, os sets têm todos em comum o facto de, embora tenham havido naturalmente longas e boas trocas de bola e disputa taco a taco no plano prático, quem entrou melhor neles tenha ganho uma vantagem tão importante e segura que, em termos teóricos, deu uma confiança quase inabalável. E assim foi: depois de uma primeira partida a favor de Svitolina, Pliskova respondeu na mesma moeda com um segundo set de sentido único. Porém, a ex-número um mundial não conseguiu evitar o ímpeto da jogadora oriunda de Odessa na “negra”, resultando em novo parcial inequívoco.

Desta forma, Elina Svitolina comanda então o Grupo Branco com duas vitórias em dois encontros, seguindo-se Karolina Pliskova e Caroline Wozniacki com um triunfo e um desaire. Já Petra Kvitova, tem duas derrotas em outros tantos duelos. Apesar de tudo, tudo é possível no que diz respeito às hipóteses matemáticas de qualificação para o top-4: só os resultados da jornada desta quinta-feira decidirão quem serão as duas tenistas apuradas, pelo que até Kvitova poderá chegar às “meias” em caso de vitória sobre a compatriota Pliskova e de triunfo de Svitolina sobre Wozniacki.

Eis os vários cenários de qualificação tendo em conta os possíveis resultados de quinta-feira:

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.