João Monteiro ultrapassa estreia complicada em Tavira e garante um português nos ‘quartos’

TAVIRA – Depois de duas semanas a vencer sem ceder qualquer set, João Monteiro apanhou um susto na primeira ronda do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open. Mas o portuense acabou por dar a volta para chegar à segunda ronda do quadro principal de singulares.

Campeão em Idanha-a-Nova e São Brás de Alportel graças a uma caminhada extremamente tranquila, o português de 24 anos encontrou mais resistência no jogo do britânico Luke Johnson (759.º), que o forçou a uma terceira e decisiva partida. Ao fim de 2h17 de encontro, e depois de uma interrupção devido à chuva, o triunfo chegou, com os parciais de 4-6, 6-3 e 6-2.

Ao ultrapassar a estreia no HPZ Ricoh Tavira Tennis Open, João Monteiro chega pela primeira vez na carreira às 11 vitórias consecutivas em encontros de singulares no circuito internacional.

Como próximo adversário, o campeão nacional absoluto de 2016 vai ter o também portuense Francisco Cabral, seu ex-parceiro de treinos no Centro de Alto Rendimento, pelo que está assim garantida a presença de pelo menos um português nos quartos de final de singulares.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."