Francisco Cabral também entra com uma vitória no HPZ Ricoh Tavira Tennis Open

TAVIRA – Tal como no primeiro duelo do dia, também neste o desfecho era inevitável: um tenista português ia seguir em frente e esse português acabou por ser Francisco Cabral (1055.º ATP), com o vice-campeão nacional absoluto de 2015 e 2016 a carimbar o acesso à segunda ronda do quadro principal de singulares do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open.

À procura da primeira vitória em quadros principais de torneios de 25.000 dólares na presente temporada, o portuense levou a melhor sobre o também português Fábio Coelho em apenas dois sets, parciais de 6-2 e 6-2.

Cabral, que já é mais experiente nestas andanças, entrou melhor e fez o break logo ao segundo jogo, repetindo a proeza pouco depois para fechar o primeiro parcial em 35 minutos. No segundo, ainda que mais equilibrado, o jogador do Centro de Alto Rendimento voltou a ser mais forte e quebrou o serviço a Coelho — que para chegar aqui passou pela fase de qualificação — ao sexto jogo.

Já na segunda ronda, Francisco Cabral segue os passos de Luís Faria e Tiago Cação (dois colegas de treino no CAR) e fica à espera do próximo adversário, que também pode ser português. À hora do fecho deste encontro, João Monteiro (quarto cabeça de série e campeão em Idanha-a-Nova e São Brás de Alportel nas últimas semanas) defrontava o britânico Luke Johnson.

Francisco Cabral (POR) vs. Fábio Alexandre Costa Coelho (Q/POR), 1.ª ronda HPZ Ricoh Tavira Tennis Open:

Publicado por Raquetc em Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."