Luís Faria volta a derrotar um cabeça de série, agora no HPZ Ricoh Tavira Tennis Open

TAVIRA – Uma semana depois de se ter estreado em quartos de final de singulares de torneios internacionais masculinos, Luís Faria (1351.º ATP) está de volta aos bons resultados. Esta segunda-feira, num dos primeiros encontros do quadro principal, derrotou um cabeça de série rumo à segunda eliminatória do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open, o Future de 25.000 dólares de Tavira.

Convidado pela organização para o quadro principal daquele que é o último torneio internacional do ano em Portugal, o vimaranense de 19 anos derrotou o argentino Franco Emanuel Egea (sétimo pré-designado fruto do 641.º posto) por 4-6, 6-4, 3-0 e desistência devido a fadiga física.

Na semana anterior, no torneio de São Brás de Alportel, o jogador do Centro de Alto Rendimento já tinha deixado pelo caminho o sétimo pré-designado Luke Johnson, vitória que aliás lhe valeu a presença nos quartos de final.

Agora, para igualar essa prestação, Luís Faria terá de passar ou por um jogador do qualifying ou pelo colega de treinos e amigo Martim Leote Prata, também ele quartofinalista há dias.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."