10 portugueses na segunda ronda do qualifying do HPZ Ricoh Tavira Tennis Open

TAVIRA – Está concluído o primeiro dia de ténis internacional na cidade de Tavira. O HPZ Ricoh Tavira Tennis Open — torneio Future de 25.000 dólares — começou este sábado com os encontros da fase de qualificação e em frente seguiram 10 tenistas portugueses, que voltam a entrar em ação no domingo.

Sexto favorito à passagem ao quadro principal, Fábio Coelho passou facilmente à segunda ronda (6-2 e 6-0 sobre o compatriota Bernardo Gandara) para marcar encontro com Marco Wright. Já Miguel Semedo, que defendia o estatuto de oitavo cabeça de série, deixou-se surpreender pelo britânico Luke Stevenson, que recuperou da desvantagem de um set a zero para vencer, por 4-6, 6-1 e 6-0.

Para a segunda de três rondas da fase de qualificação seguiram ainda Miguel Gomes (venceu Victor Gurevich por 6-4 e 6-3), António Pragana (6-4 e 6-3 a Muthu Senthilkumar), Gonçalo Ferreira (6-2 e 6-1 a Bernardo Serra Vieira), Hugo Maia (6-4 e 6-4 perante Illia Stoliar), José Ricardo Nunes (3-6, 6-2 e 6-2 contra Rithwik Raman), Bernardo Roque (7-6(2) e 6-3 perante Russel Henderson), Tomás Almeida (6-1 e 6-4 frente a Eduardo Lobo da Rosa de Almeida), André Rodeia (6-1 e 6-0 frente a Roman Revkov) e Afonso Portugal (que derrotou Mario Pena Garcia com 2-6, 6-4 e 6-4).

Pelo caminho na etapa inaugural do Future tavirense ficaram Simão Alves, João Leal, Tiago Sousa, Pedro Graça e Tomás Guerreiro.

Quadro atualizado:

QD2

Ordem de encontros de domingo, 21 de outubro:

OOP2
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel e o squash. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."