Assim sim: Federer convence e avança para as meias-finais em Xangai

Roger Federer

Diz-se que à terceira é de vez e no caso de Roger Federer assim foi: depois de dois encontros mornos, o tenista suíço aqueceu os motores e protagonizou uma boa exibição do início ao fim, derrotando Kei Nishikori para carimbar o apuramento para as meias-finais do ATP Masters 1000 de Xangai, onde é o campeão em título.

Se contra Daniil MedvedevRoberto Bautista Agut o número 2 mundial se viu forçado a grandes trabalhos, contra a maior estrela do ténis asiático a conversa foi diferente. Federer esteve quase sempre na frente (graças a dois breaks precoces no parcial inaugural e um outro logo a abrir o segundo set), até que Nishikori reagiu. O tenista nipónico elevou o nível de jogo para começar a criar mais dificuldades ao suíço e manter-se em luta até ao tiebreak, onde não conseguiu aproveitar uma preciosa vantagem (4-1) para estender um encontro de elevada qualidade a um terceiro set.

Os parciais de 6-4 e 7-6(4) foram assinados ao fim de 54 minutos de um encontro que “cresceu” com o avançar do tempo e rapidamente começou a arrancar das bancadas vários aplausos, atendendo à qualidade de jogo apresentada por ambos os jogadores. Para Federer, trata-se sem margem para dúvidas da melhor exibição de toda a semana, que consequentemente se traduziu numa vitória mais relaxada.

Agora, Roger Federer — que precisa de vencer o torneio para ter hipóteses de continuar como número 2 na segunda-feira — olha para o reencontro com um adversário que já o derrotou esta época: o croata Borna Coric, campeão em Halle à sua custa e que em Xangai bateu Matthew Ebden, por 7-5 e 6-4, para somar a 35.ª vitória da temporada e garantir a estreia no top 15 mundial.

A outra meia-final coloca frente a frente Alexander Zverev (entretanto apurado para o Nitto ATP Finals) e Novak Djokovic, que continua em busca do regresso ao primeiro lugar do ranking e este sábado pode, desde já, garantir a subida à segunda posição — para isso, só precisa de vencer o alemão.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."