Gastão Elias desperdiça dois match points e acaba eliminado por ex-top 10 mundial

Gastão,Elias 44
Fotografia: Fotojump

No espaço de poucas horas, por pouco que não havia duas vitórias para jogadores portugueses sobre tenistas que já ocuparam um lugar no top 10 do ranking ATP: primeiro Pedro Sousa, em Barcelona, e agora Gastão Elias, que esteve por duas ocasiões a um ponto dos quartos de final no forte torneio Challenger de Santo Domingo mas acabou por ser eliminado.

Depois de uma primeira ronda que entrou para a história e de uma jornada de descanso devido à chuva que tanto perturbou a localidade dominicana, o número 3 nacional teve dois match points mas não conseguiu aproveitar nenhum deles e depois consentiu a recuperação de Jurgen Melzer, austríaco que em 2010 chegou às meias-finais de Roland Garros e no ano seguinte à 8.ª posição do ranking, saindo assim derrotado com os parciais de 6-7(0), 7-6(3) e 7-6(1) em duas horas e 58 minutos de batalha.

A aproximar-se do final de carreira, Melzer — que nos dias de hoje, aos 37 anos, é o 495.º da tabela — procurava os segundos quartos de final do ano em Challengers, e a contenda acabou por sorrir nos detalhes ao mais experiente dos protagonistas. Quanto a Elias, falha os primeiros quartos de final desde aquele que tinha precisamente sido o último palco de vitórias com a sua assinatura, o Braga Open, em maio último.

E agora… Descansar, descansar, descansar. Gastão Elias tem de “espremer” ao máximo todos os minutos que se seguem porque a jornada desta quinta-feira pode ser ainda tripla: devido ao atraso causado pela chuva, o “Mágico” português regressa ao campo ainda hoje para disputar a primeira ronda de pares e, em caso de vitória, os quartos de final.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.