Uma semana depois, Gonçalo Oliveira volta a ser travado por top 80 mundial

Gonçalo Oliveira

Duas semanas, a mesma sorte. Ou, neste caso, azar. Gonçalo Oliveira foi esta quarta-feira eliminado na segunda ronda do Challenger de Tashkent, no Uzbequistão, por Mirza Basic, o mesmo adversário que já o tinha derrotado há exatamente oito dias.

Frente a frente pela segunda vez em pouco tempo, português e bósnio voltaram a protagonizar um duelo equilibrado, mas desta vez o número 75 do mundo conseguiu resolver a questão em dois sets: 7-5 e 7-6(5) foram os parciais da vitória.

Se há uma semana chegou a servir a 4-3 no último set, esta quarta-feira Gonçalo Oliveira não conseguiu chegar tão longe na luta com Mirza Basic. O português sofreu a única quebra de serviço ao 5-6 do primeiro parcial e no segundo até foi o primeiro a dispôr de break points, mas o tenista bósnio de 27 anos conseguiu desenvencilhar-se a tempo da situação.

Terminada a campanha em Tashkent, o Challenger uzbeque fica sem portugueses em prova, dado que na terça-feira Frederico Silva (oriundo da fase de qualificação) já tinha sido eliminado.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."