Caroline Wozniacki conquista, em Pequim, o 30.º título da carreira

Fotografia: WTA

Oito anos depois, Caroline Wozniacki volta a fazer a festa em Pequim. A dinamarquesa derrotou Anastasija Sevastova, por 6-3 e 6-3, para conquistar o 30.º título da carreira — um registo só alcançado por outras três jogadoras entre as que estão em atividade.

Depois do Australian Open e de Eastbourne, a número 2 do mundo sagra-se campeã do prestigiado torneio chinês (um dos quatro mais importantes a seguir aos Grand Slams e ao WTA Finals) sem ceder qualquer set.

É um registo que confirma o domínio de Caroline Wozniacki num palco onde desde cedo se habituou a grandes voos e que a catapulta para um registo pouco celebrado nos últimos anos: é apenas a quarta jogadora entre as que estão em atividade a chegar aos 30 títulos de carreira, juntando-se a Maria Sharapova (36), Venus Williams (49) e Serena Williams (72).

Quanto a Sevastova, a letã — campeã do Estoril Open no ano de 2010 — procurava o título mais importante da carreira e um passo que seria determinante para as aspirações quanto ao WTA Finals, o “Masters” do circuito feminino que assim fica mais longe das suas possibilidades.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."