Portugal garantido no qualifying das Davis Cup Finals caso vença África do Sul

Fotografia: Fernando Correia/FPT 2017

LISBOA – Em conferência de imprensa realizada esta quarta-feira na Sala do Arquivo da Câmara Municipal de Lisboa, Vasco Costa, Presidente da Federação Portuguesa de Ténis, anunciou que a seleção portuguesa tem assegurada a presença no qualifying das Davis Cup Finals caso derrote a África do Sul no próximo mês de outubro.

No lançamento da Assembleia Geral Eleitoral da Federação Internacional de Ténis, que se vai realizar em Lisboa entre os dias 24 e 27 de setembro de 2019, Vasco Costa abordou outros temas, entre os quais a participação da seleção portuguesa na Taça Davis e, em particular, a confirmação de que uma vitória no Club Internacional de Foot-Ball, entre 19 e 20 de outubro, levará Portugal ao qualifying da primeira edição das Davis Cup Finals.

Com o novo formato da competição, em vigor a partir da próxima temporada, o Grupo Mundial passa a jogar-se numa só semana, com as equipas distribuídas por uma fase de grupos e, depois, eliminatórias; o qualifying joga-se em fevereiro e é o equivalente ao antigo play-off do Grupo Mundial.

Ou seja, caso Portugal derrote a África do Sul ficará pela terceira vez na história a um passo da tão desejada presença na elite da Taça Davis. A primeira tentativa aconteceu em 1994 e a mais recente em 2017, quando os comandados de Nuno Marques perderam com a Alemanha no Centralito do Complexo de Ténis do Jamor, em Oeiras.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tie-break. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegaram o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."