Já é conhecido o primeiro adversário de João Sousa em solo asiático

João Sousa-U
Fotografia: ATP Croatia Open Umag

A deslocar-se cada vez mais para o oriente, João Sousa (49.º) viaja da Rússia para a China com o objetivo de regressar às vitórias no seguimento do recente desaire em São Petersburgo.

Em vésperas de arranque do ATP 250 de Chengdu, o número um nacional viu o sorteio ditar um confronto frente a um adversário que nunca antes tinha enfrentado em quadros principais. O norte-americano Tim Smyczek (atual 106.º ATP, mas antigo top-70) — cuja superfície preferida é o piso rápido — apresenta-se como o obstáculo a derrubar na ronda inaugural da prova chinesa.

Caso João Sousa, que defende o estatuto de sétimo cabeça de série, passe o primeiro teste, já sabe que terá de medir forças nos oitavos de final com o vencedor do duelo entre o moldavo Radu Albot (107.º) e o canadiano Vasek Pospisil (85.º).

Chengdu marca o inicio de uma nova parceria

Relativamente à vertente de pares, o atleta de Guimarães protagoniza uma nova dupla ao lado do argentino Guido Pella, seu carrasco na última edição de Roland Garros. A parceria luso-argentina terá como primeiros oponentes a equipa especialista em pares formada pelo norte-americano Jamie Cerretani e o israelita Jonathan Erlich.

António Vieira
Natural de Lisboa e licenciado em Gestão, vê no Ténis uma extraordinária modalidade com vasto potencial a ser explorado em Portugal. Tem como principal objetivo a contribuição no seu crescimento partilhando com o Mundo a sua espetacularidade.