João Sousa não passa da estreia em São Petersburgo

Foi curta a passagem de João Sousa pela edição de 2018 do ATP 250 de São Petersburgo, após o melhor tenista português de todos os tempos ter caído logo ao encontro de estreia na tarde desta terça-feira.

Vice-campeão da prova em 2015, o jogador vimaranense de 29 anos de idade, que esta semana surge no 49.º lugar do ranking individual, não conseguiu encontrar armas para travar o ímpeto do russo Daniil Medvedev, oitavo cabeça de série e número 35 mundial.

Se no Clube de Ténis do Estoril foi Sousa quem triunfou na primeira ronda rumo a uma das melhores (senão mesmo a melhor) semanas da carreira, em São Petersburgo o factor casa voltou a desempenhar um papel preponderante e, embalado pelos seus compatriotas e pelo facto de estar a jogar no “seu” ambiente, Medvedev esteve num verdadeiro estado de graça.

Como se não bastasse, um João Sousa pouco acutilante no capítulo do serviço e da resposta ao do seu oponente constituiu presa fácil para o russo, que precisou de apenas uma hora e sete minutos para vencer pelos parciais de 6-4 e 6-1.

Com este desaire precoce, o pupilo de Frederico Marques diz adeus a um dos torneios de que melhores recordações guarda sem pontos para a hierarquia mundial e parte agora para a China, onde na próxima semana disputa o quadro principal do ATP 250 de Chengdu.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.