João Sousa e o coaching: “Já existe, pelo que é uma questão de se legalizar”

João Sousa 2 RTP
Devido à polémica dos últimos dias, o "coaching" foi um dos assuntos abordados na Grande Entrevista ao número 1 nacional.

Na Grande Entrevista transmitida pela Rádio e Televisão de Portugal na noite desta quarta-feira, João Sousa abordou vários temas relacionados com a sua carreira e o circuito profissional. Um deles foi o coaching, assunto dos últimos dias devido ao episódio protagonizado por Serena Williams na final feminina do US Open com o árbitro português Carlos Ramos.

O número 1 nacional começou por afirmar que “neste momento, essas indicações não são legais, é proibido termos indicações do nosso técnico, mas acredito que todos os treinadores o fazem e a ATP tem feito algumas perguntas no sentido de poder vir a permitir que os treinadores possam interagir com os jogadores durante o encontro.”

Conta João Sousa que “o feedback tem sido muito positivo por parte dos jogadores, que acham que [a legalização do coaching] é bom porque realmente já existe, já é feito pela maior parte dos jogadores e treinadores, pelo que é uma questão de se legalizar e passar a ser permitido.”

Para além do coaching, a conversa dedicou vários minutos à recordação da semana mais dourada de João Sousa e, também, do ténis português: aquela em que o vimaranense se sagrou campeão do Millennium Estoril Open, tornando-se no primeiro jogador luso a vencer um torneio do ATP World Tour em casa.

Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."