Rafael Nadal e Stan Wawrinka dão espetáculo em Toronto

A madrugada desta sexta-feira proporcionou, àqueles que ficaram acordados para assistir, um excelente espetáculo de ténis entre Rafael Nadal e Stan Wawrinka. Os dois tenistas disputaram entre si uma das vagas dos quartos de final do Masters do Canadá e ambos mostraram muito e bom ténis num encontro que ficou resolvido com os parciais de 7-5 e 7-6(4) a favor do maiorquino.

Naquele que era o duelo mais aguardado da sessão noturna, ambos os tenistas, principalmente o suíço em termos de comparação com o que tem mostrado, exibiram-se a grande nível. Nadal foi igual a si mesmo, ao passo que Wawrinka protagonizou um ténis que já começa a convencer os amantes da modalidade de que pode finalmente regressar ao seu melhor nível, algo que não tem acontecido desde o seu regresso após lesão.

O resultado dos dois parciais espelha bem o que se passou em court. No primeiro set Wawrinka até esteve mais perto de fazer o break ao 9.º jogo, mas acabou por não aproveitar uma vantagem de 0-40 que o colocaria a servir para a primeira partida. Nadal resistiu e quando meteu o pé a fundo no acelerador roubou o primeiro parcial com uma quebra decisiva ao 12.º jogo.

Na segunda partida o equilíbrio manteve-se, mas desta vez foi o tenista de 33 anos a chegar-se à frente, ao adiantar-se a 5-3. A vantagem não seria capitalizada e já no tie-break, o maiorquino mostrou-se mais sólido, conseguindo fechar o embate de alto nível ao fim de 2 sets e 2h07.

Pela primeira vez nos quartos de final no Masters do Canadá desde 2015, o número um mundial tem agora pela frente o não menos complicado Marin Cilic. O jogador croata não teve problemas em afastar Diego Schwartzman por 6-3 e 6-2.

Eis o alinhamento dos quartos de final:

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.