Denis Shapovalov diz “aqui não ganhas” e trava recém-campeão Fabio Fognini em Toronto

Fotografia: Christopher Levy

Los Cabos não é Toronto. Que o diga Fabio Fognini (14.º). O recente campeão do ATP mexicano atravessou a América do Norte rumo ao Canadá para esbarrar na já super estrela local Denis Shapovalov (26.º).

O ‘miúdo’ de 19 anos procura fazer da Rogers Cup (ainda mais) a sua prova de eleição e já tem a presença garantida nos oitavos de final após o triunfo desta quarta-feira (6-3 e 7-5) sobre o irreverente adversário italiano.

O encontro apresentou um vincado contraste entre as duas partidas disputadas. Enquanto a primeira seguiu um curso comum — com Shapovalov a adiantar-se após um quebra solitária ao quarto jogo –, o segundo e decisivo set revelou-se verdadeiramente atípico.

Após a paragem, Fognini apresentou-se imparável em court alcançando dois breaks consecutivos e uma vantagem de 4-0 no marcador. Quando tudo parecia encaminhado para uma igualdade na contenda, o prodígio da casa decide dar um murro na mesa e iniciar aquela que viria a ser uma extraordinária reviravolta. Impulsionado por um apoio extremamente efusivo vindo das bancadas, o NextGen surpreende o adversário com três quebras em quatro jogos de serviço fechando assim, em uma hora e vinte e dois minutos, um duelo que se fazia prever muito mais longo.

Shapovalov — que na edição transata chocou o universo tenístico ao derrotar Rafael Nadal para mais tarde atingir as meias-finais (perdeu para Alexander Zverev) –, tem agora pela frente o holandês Robin Haase (39.º) na luta por um lugar nos quartos de final do Masters 1000 de Toronto. Os dois atletas já se defrontaram por uma vez, no equivalente torneio de Roma, tendo a vitória sorrido ao canadiano em três sets.

António Vieira
Natural de Lisboa e licenciado em Gestão, vê no Ténis uma extraordinária modalidade com vasto potencial a ser explorado em Portugal. Tem como principal objetivo a contribuição no seu crescimento partilhando com o Mundo a sua espetacularidade.