Prestação em Washington permitiu a Murray subir 457 lugares no ranking

2 Andy Murray
Fotografia: Peter Staples/Citi Open

Andy Murray disputou o Citi Open, em Washington, no 832.º posto da tabela mundial, mas o facto de ter chegado aos quartos de final permitiu-lhe uma estrondosa subida na atualização desta segunda-feira.

O britânico surge no 375.º lugar, fruto de uma subida de 457 posições, depois de ter somado três vitórias em três sets, frente a Mackenzie McDonald, Kyle Edmund e Marius Copil, antes de desistir do embate com Alex de Minaur, não chegando sequer a entrar em campo.

Rafael Nadal mantém-se como número 1 mundial, com 9,310 pontos, seguido por Roger Federer, com 7,080. Alexander Zverev fecha o pódio.

No que diz respeito aos tenistas portugueses, João Sousa é o 63.º classificado do ranking (desceu 18 postos), pois não defendeu os pontos alusivos à final do ano passado no torneio de Kitzbuhel. Gastão Elias ocupa o 126.º lugar e Pedro Sousa o 166.º. Bernardo Saraiva, que esteve em bom plano no Equador (quartos de final e meias-finais), foi o português que subiu mais lugares nesta atualização, ao passar do 756.º posto para o 731.º.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.