João Sousa não deve parar até ao US Open

Ao que tudo indica, João Sousa não terá uma única semana de descanso até ao quarto e último Grand Slam da temporada, o US Open, optando por inscrever-se em todas as semanas de competição entre Wimbledon e o torneio norte-americano.

Recentemente o tenista luso viu confirmada a presença em mais dois torneios, sendo que num deles, para já, tem de disputar a fase de qualificação e no outro tem entrada garantida no quadro principal.

O primeiro evento a que nos referimos é o Masters de Cincinnati, onde o vimaranense está a apenas uma posição de entrar direto, sendo por isso praticamente certo que marque presença no quadro principal do 7.º Masters da temporada.

Este será o sexto ano consecutivo em que o tenista minhoto disputará a prova que tem como campeão em título Grigor Dimitrov, tendo como melhor resultado a segunda ronda atingida em 2014, 2015 e 2017.

Uma semana depois, João Sousa deve rumar a Winston-Salem para disputar o ATP 250 local que antecede o US Open. O português teve entrada direta e procurará a primeira vitória no torneio em seis participações.

Eis o calendário de João Sousa até ao US Open:

1. ATP 250 de Umag – 16 a 22 de julho

2. ATP 250 de Gstaad – 23 a 29 de julho

3. ATP 250 de Kitzbuhel – 30 de julho a 4 de agosto

4. Masters 1000 do Canadá – 6 a 12 de agosto

5. Masters 1000 de Cincinnati – 12 a 19 de agosto

6. ATP 250 de Winston-Salem – 19 a 25 de agosto

7. US Open – 27 de agosto a 9 de setembro

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.