Sara Lança a um passo do quadro principal do Hendo Guimarães Ladies Open

GUIMARÃES – Uma. À entrada para o derradeiro dia da fase de qualificação, já só uma jogadora portuguesa mantém vivas as possibilidades de chegar ao quadro principal de singulares do Hendo Guimarães Ladies Open. E essa jogadora é Sara Lança.

Numa jornada muito longa, que deu origem a várias batalhas em três sets e mais de três horas de encontro, a jogadora portuguesa de 21 anos foi uma das que menos dificuldades sentiu: derrotou a alemã Michelle Roth, por 6-3 e 6-2, para confirmar o estatuto de 3.ª cabeça de série e avançar à última ronda.

Menos sorte teve Maria Inês Fonte, a jogadora da Escola de Ténis da Maia (e atualmente na equipa do Centro de Alto Rendimento) que era a 7.ª pré-designada e perdeu para Katriin Saar, da Estónia, por 6-3 e 6-2.

Com estes resultados, Sara Lança será a única a entrar em ação na jornada de segunda-feira, ela que tentará juntar-se às compatriotas que tiveram entrada direta no quadro (Francisca Jorge e Maria João Koehler) e ainda às que irão ser convidadas pela organização.

ORDEM DE JOGOS

Guimarães_OOP
Gaspar Ribeiro Lança
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."