Maria João Koehler é a única portuguesa a avançar para os oitavos de final em Óbidos

Maria João Koehler-4
Fotografia: Cirilo Vale

Apenas Maria João Koehler (675.ª) conseguiu sair vitoriosa da jornada desta quarta-feira do ITF de 25 mil dólares de Óbidos, no que concerne às tenistas portuguesas. Depois das eliminações de Cláudia Gaspar e Leonor Oliveira no dia de ontem, hoje seguiram-se mais três jogadoras: Inês Murta, Francisca Jorge e Sara Lança.

A única a fintar a eliminação foi, portanto, a antiga número 1 nacional, que não precisou de mais de 1h17 para afastar a qualifier espanhola Olga Parres Azcoitia (975.ª), por 6-0 e 6-4, naquele que foi o primeiro duelo ibérico entre ambas.

Na segunda ronda, a tenista portuense, que em tempos bateu à porta do top 100 mas que atualmente está bem longe desse registo, vai voltar a defrontar uma jogadora que passou pela fase de qualificação, desta feita a neozelandesa Lulu Sun (838.ª).

Bem mais experiente que esta jovem tenista de 17 anos dos antípodas, Maria João Koehler pode, inclusive, aproveitar algum desgaste da sua adversária para registar novo triunfo na Bom Sucesso Tennis Academy, uma vez que Lulu Sun esteve em court 3h11 no seu confronto de hoje com a russa Amina Anshba (337.ª), quarta pré-designada (3-6, 7-5 e 7-6).

Diga-se que no passado dia 24 de abril, em embate referente à última ronda da fase de qualificação de um outro torneio jogado em Óbidos, Koehler derrotou esta mesma oponente por 6-1 e 6-4.

Fim da linha para três portuguesas

Francisca Jorge (671.ª) foi a primeira tenista lusa a entrar em ação esta quarta-feira, perdendo por 6-2 e 6-3, em 69 minutos, frente à italiana Giulia Gatto-Monticone (294.ª).

Ao desaire da vimaranense seguiu-se o da algarvia Inês Murta (605.ª), a nova número 1 portuguesa, por 6-2 e 6-1 no encontro com a qualifier indiana Mahak Jain (839.ª).

Finalmente, no Court 2, Sara Lança (1047.ª) até entrou a vencer por 2-0 diante Marianna Zakarlyuk (538.ª), da Ucrânia, mas acabou também ela por sair de cena com parciais de 6-4 e 6-4, num duelo que foi discutido taco a taco durante 1h34.

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com