João Sousa alcança resultado histórico no Masters de Roma

João Sousa Ch

Foi escrita na tarde desta sexta-feira mais uma página dourada do ténis português, após João Sousa se ter tornado no primeiro jogador nacional a assegurar a qualificação para as meias-finais de um torneio de categoria Masters 1000, em Roma.

Bafejado com a sorte de entrar à última hora no quadro principal do prestigiado evento italiano que se realiza no Foro Italico por intermédio da desistência dos irmãos Bryan, Sousa e Pablo Carreño Busta voltaram a prevalecer num encontro resolvido em três partidas frente aos experientes espanhóis Feliciano López e Marc López, oitavos favoritos e detentores de três títulos ATP em conjunto (um deles conquistado recentemente, em Barcelona), por 1-6, 6-3 e [10-4].

O par luso-espanhol, que também já havia triunfado no encontro de estreia (segunda ronda) na “negra” (3-6, 6-3 e [10-5] contra os norte-americanos Sam Querrey e Rajeev Ram), vai agora à procura de uma inédita presença na final de uma das maiores provas do mundo tenístico quando medir forças com o uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Marcel Granollers.

Natural da Ilha do Pico, Açores. Estudante do 3.º ano do curso de Direito da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Amante e seguidor de ténis desde a adolescência.