Arrivederci, Roma! Wawrinka derrotado no regresso aos courts

Stan Wawrinka1
Fotografia: Open13 Provence

Stan Wawrinka foi dos primeiros tenistas a chegar a Roma e também dos primeiros a despedir-se da cidade eterna. Este domingo, naquele que foi o seu primeiro encontro no circuito desde o passado dia 22 de fevereiro, em Marselha, o veterano tenista suíço saiu de cena do Masters local às mãos de Steve Johnson (55.º).

Naturalmente longe da sua melhor forma e à procura de ritmo competitivo, o campeão de três torneios do Grand Slam tem lutado com algumas complicações no seu joelho esquerdo (operado no verão passado) e, nesse sentido, é longo o caminho que tem a percorrer.

Wawrinka, 25.º da lista mundial, nem jogou mal tendo em consideração o contexto que marcou este embate, mas a verdade é que o norte-americano, apesar de não ser um especialista a jogar em terra batida, tem estado em bom plano nesta superfície, tendo inclusive revalidado o título de campeão do torneio de Houston em meados de abril.

Assim, e fruto de um break cirúrgico em cada set, Johnson somou a sexta vitória consecutiva no pó de tijolo, ao derrotar o finalista vencido da edição de 2008 deste Masters italiano com os parciais de 6-4 e 6-4.

Na segunda eliminatória, Steve Johnson vai encarar o vencedor do compromisso entre o seu compatriota Jared Donaldson e o espanhol Pablo Carreño Busta.

Wild card para Genebra?

A eliminação precoce em Roma pode levar Stan Wawrinka a pedir um wild card para participar no ATP 250 de Genebra (torneio que venceu em 2016 em 2017), de forma a ter possibilidade de adquirir mais ritmo de jogo numa altura em que Roland Garros está aí à porta.

Em março, Marc Rosset, da organização do torneio suíço, dava conta do desejo de voltar a ver Wawrinka em ação na prova. Os próximos dias podem trazer novidades.

Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade. Contacto: joaocorreia@raquetc.com