Sonho? Agora é realidade: João Sousa bate Tiafoe e faz a festa de campeão no Estoril

João Sousa 6 EO

Depois de três edições em que não passou do encontro de estreia, João Sousa (68.º) sagrou-se na tarde deste domingo campeão do Millennium Estoril Open, colocando a cereja no topo do bolo naquela que foi a melhor semana da sua carreira até ao momento. Por tudo.

Por apesar de estar radicado em Barcelona há quase 15 anos, Portugal será sempre a sua casa e o ATP 250 português o seu torneio preferido; por jogar perante o seu público, família, amigos e patrocinadores; por definitivamente ter colocado para trás das costas a “pressão de jogar em casa” e por ter jogado a um grande nível durante grande parte dos seus encontros no Clube de Ténis do Estoril.

O derradeiro oponente do número 1 nacional foi o portentoso norte-americano Frances Tiafoe (64.º), que com apenas 20 anos já apresenta uma maturidade em court fora do normal, mas que foi maniatado por um Sousa que jogou muitíssimo bem e com muita intensidade ao longo de todo o encontro.

Por isso, e depois de ter vencido o primeiro set de forma brilhante, por 6-4, João Sousa continuou com o pé no acelerador na segunda partida, enquanto Tiafoe pura e simplesmente não teve andamento para continuar a ombrear com o vimaranense de 29 anos, que com uma entrada de rompante chegou ao 4-0 e colocou-se numa posição privilegiada para o título.

A fazer uso da sua experiência, o pupilo de Frederico Marques não desperdiçou a vantagem construída no início do segundo set e navegou confortavelmente até ao troféu. Um troféu merecido e conquistado por mérito próprio, com a vitória na final a ficar sentenciada nos parciais de 6-4 e 6-4, em menos de 1h30, na segunda vez que Sousa serviu para fechar o duelo (não o conseguira fazer a 5-2).

O título de campeão no Millennium Estoril Open faz de João Sousa o primeiro tenista português a vencer um torneio ATP disputado dentro de portas e é o terceiro da sua carreira (o primeiro em terra batida), à passagem da décima final. Os outros, recorde-se, foram arrecadados em Kuala Lumpur (2013) e no extinto torneio de Valência (2015).

Esta segunda-feira, dia 7, o melhor tenista português de todos os tempos vai reentrar no top 50 pela primeira vez desde agosto do ano passado, ele que já foi 28.º do ranking em maio de 2016.

Sonho? Qual sonho? Agora é realidade!

João Correia
Licenciado em Sociologia e Mestre em Comunicação, Cultura e Tecnologias de Informação (ISCTE). Privilegiado por viver numa das melhores eras da história da modalidade.