Frederico Marques: “A diferença foi a determinação e intenção nos momentos importantes”

Frederico Marques - E

ESTORIL – João Sousa e Pedro Sousa protagonizaram esta quarta-feira um dos mais entusiasmantes duelos do ténis português, com o mais cotado dos dois tenistas a prevalecer nos momentos mais importantes e a garantir assim o apuramento para os quartos de final do Millennium Estoril Open.

Frederico Marques, técnico do vimaranense, fez a análise ao encontro e descreveu-o como completo por parte do seu pupilo.

“Hoje (quarta-feira) foi um encontro bastante completo do João. Esteve muito bem mentalmente, aguentou praticamente todo o encontro por baixo em termos de resultado e isso trouxe mais desgaste. Mas mesmo assim teve capacidade de aceitar e estar lúcido para mudar taticamente“, disse o treinador de 31 anos ao Raquetcdestacando ainda a parte física.

Fisicamente esteve exemplar. Após o encontro de singulares ainda jogou mais dois sets na variante de pares e as sensações voltaram a ser positivas”, continuou.

Sobre os fatores que fizeram a diferença num duelo decidido em detalhes, Frederico Marques indicou a agressividade e determinação com que João Sousa disputou os pontos críticos do encontro.

Penso que a diferença foi a determinação e intenção nos momentos importantes. O João esteve muito ambicioso e quando esteve por baixo foi mais agressivo. Quando esteve por cima no final do terceiro set, taticamente esteve muito bem com o golpe de esquerda. Começou de menos a mais em termos de nível de jogo mas o mais importante foi que acabou com melhores sensações e melhor velocidade de bola”, descreveu.

No entanto, apesar da vitória, nem tudo foi um mar de rosas e Frederico Marques considera que há alguns aspetos que o número 1 nacional tem de melhorar nas próximas eliminatórias.

“Mas para chegar às rondas finais não basta só estar bem mentalmente e fisicamente. Será preciso ter um melhor enquadramento com a bola, maior velocidade de bola para assim podermos depender apenas de nós. Trabalharemos durante o dia de amanhã para que na sexta-feira possamos estar ainda melhor para poder lutar por uma presença no top 4 do torneio”, informou o lisboeta.

Francisco Semedo
A tirar a licenciatura em Turismo na Universidade Europeia, desde cedo se interessou pelo ténis. Começou aos 9 e desde então tem um olhar atento e constante de tudo o que se passa naquela que considera ser a melhor modalidade a todos os níveis.